Monday, March 30, 2009

Raposa!

Falaciosa, enganadora, engenhosa, sedutora, mentirosa....

A RAPOSA E O GALO

Uma raposa viu um galo pousado em cima de um palheiro, e não podendo agarrá-lo começou a falar-lhe cá de baixo:
– Ô galo, você não sabe? Veio agora uma ordem para todos os animais serem amigos uns dos outros. Nós, as raposas, já não temos guerra com os cães, estamos amigos; e você pode descer aqui para baixo, que eu já te não faço mal.
Estava nisto, quando vem uma matilha de cães, e farejando a raposa, correm atrás dela. A raposa ia sendo agarrada, mas fugiu o mais que podia. O galo de cima do palheiro gritava-lhe:
– Mostra-lhe a ordem! Mostra-lhe a ordem!
A raposa, ainda de longe lhe respondia:
– Não tenho vagar! Não tenho vagar.
E fugia por entre uns tremoçais, que já estavam secos, que faziam uma grande bulha, e ela dizia:
– Ai, que festa de arromba! E logo hoje, que vou com tanta pressa.
Oportunista! Enquanto uns usam a força ela usa a astúcia


Um Leão e um Urso capturaram um cervo, e em feroz luta, disputavam pelo direito de posse da presa. Após terem lutado bastante, cansados e feridos, eles cairam no chão completamente exaustos.

Uma Raposa, que estava nas redondezas, à uma distância segura observando a tudo quieta, e vendo ambos caidos no chão e o cervo abandonado ali perto, passou correndo entre os dois, e de um bote agarrou-o com a boca e desapareceu no meio do mato.

O Leão e o Urso vendo aquilo, mas incapazes de impedir, disseram:

- Ai de nós, que nos ferimos um ao outro apenas para garantir o jantar da Raposa!

Engana a todos, até a si mesma!


A Raposa e as Uvas


Uma raposa entrou faminta num terreno onde havia uma parreira, cheia de uvas maduras,cujos cachos se penduravam, muito alto,em cima de sua cabeça. A raposa não podia resistir à tentação de chupar aquelas uvas, mas, por mais que pulasse, não conseguia abocanhá-las. Cansada de pular, olhou mais uma vez os apetitosos cachos e disse: Altas demais - não houve impasse:
"Estão verdes. . . já vi que são azedas, duras. . ."

No comments: